Segunda, 22 de Julho de 2024
Publicidade

Foragido é preso por estuprar neta da Companheira de apenas 2 anos em Roraima

Homem de 61 anos é detido pela Polícia Civil por estupro de uma criança de 2 anos em Caracaraí, ao Sul de Roraima, com um mandado de prisão já em seu nome por um crime semelhante

03/11/2023 às 08h57 Atualizada em 03/11/2023 às 09h17
Por: Alencar
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um idoso de 61 anos foi preso pela Polícia Civil em Caracaraí, no Sul de Roraima, por estuprar a neta da companheira, uma menina de 2 anos. O caso foi denunciado pela mãe da vítima, que notou um comportamento estranho da criança. Ela começou a se referir às partes íntimas como "piu-piu".

Os pais da menina estranharam esse comportamento, pois não trocavam de roupas na frente dela. Quando questionaram uma criança, ela revelou que o idoso, atual companheiro da avó paterna, lhe havia ensinado a falar dessa maneira. A mãe da menina relatou que sua filha disse que o homem havia tocado nela, e a menina estava com dor e sangrando.

Após a denúncia, a criança foi submetida a exames médicos, que confirmaram uma fissura no ânus. Durante as investigações, a polícia descobriu que já havia uma ordem de prisão em nome de idoso por um crime de estupro de vulnerável ocorrido em 2018.

O crime anterior envolvia o relacionamento sexual com uma das enteadas, que tinha 13 anos na época. Mesmo que um adolescente tenha alegado que mantém relações por vontade própria, o homem foi preso e condenado devido à idade dela. Após ser beneficiado com uma saída temporária no Dia dos Pais em 2021, o idoso não retornou à prisão, sendo considerado foragido.

A polícia localizou o idoso em um sítio nas proximidades de Caracaraí e efetuou a prisão. O suspeito não resistiu à ação policial e teve o mandado de prisão formalizado. O crime contra a criança, que ocorreu alguns dias antes da prisão, não pôde ser enquadrado como flagrante. No entanto, um inquérito policial foi instaurado, e o idoso foi indiciado.

Ele foi encaminhado para um exame de integridade física no Instituto de Medicina Legal (IML) e, posteriormente, recolhido à Custódia da Polícia Civil. Sua apresentação na Audiência de Custódia está marcada para a próxima quinta-feira (2).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários