Terça, 23 de Abril de 2024
Publicidade

Projeto obriga indústria a incluir alerta em produtos que ofereçam risco para células vermelhas do sangue

Proposta busca proteger pessoas com deficiência na produção de enzima que ajuda a preservar células sanguíneas

27/02/2024 às 10h45
Por: Redação Fonte: Agência Câmara
Compartilhe:
Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

O Projeto de Lei 5802/23 torna obrigatório incluir advertência em produtos destinados ao consumo humano (alimentos, medicamentos, bebidas) contraindicados para pessoas com deficiência na produção da enzima glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD). A Câmara dos Deputados analisa a proposta.

Autor do projeto, o deputado suplente fora do exercício do mandato Professor Paulo Fernando (DF) explica que pessoas com dificuldade de sintetizar essa enzima enfrentam problemas ligados às células vermelhas do sangue, os eritrócitos. Ele ressalta que, sem esse elemento, as células vermelhas são mais facilmente destruídas, processo conhecido como hemólise.

“É possível evitar o surgimento de sintomas com medidas preventivas simples que envolvem a não utilização, pelo paciente, de fármacos e alimentos que desencadeiem a hemólise”, argumenta.

“Medicamentos, como a dipirona, precisam ser evitados e outros, como o paracetamol, devem ser usados com muito cuidado", exemplifica. "Do mesmo modo, alguns alimentos não podem ser consumidos por quem possui deficiência da G6PD, como feijão em fava e alguns corantes”, acrescenta Paulo Fernando.

Tramitação
O projeto será analisado, em caráter conclusivo, pelas comissões de Saúde; de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários