Terça, 27 de Fevereiro de 2024
Publicidade

Mater Dei Premium realiza hemodiálise contínua na UTI Pediátrica

O bebê de seis meses foi a mais jovem criança do estado de Goiás a passar pelo procedimento

28/11/2023 às 11h36
Por: Redação Fonte: Agência Dino
Compartilhe:
Mater Dei Premium
Mater Dei Premium

O Hospital Mater Dei Premium Goiânia foi responsável por um marco significativo na medicina pediátrica de Goiás, ao realizar a primeira hemodiálise contínua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica. Sob os cuidados da Dra. Alessandra Vitorino Naghettini, nefropediatra, a equipe médica conduziu o procedimento em um bebê de apenas 6 meses de idade, pesando 3kg. A operação foi um sucesso e representa uma esperança adicional para pacientes pediátricos com lesão renal aguda.

Segundo a Dra. Alessandra Naghettini, realizar hemodiálise contínua em crianças com menos de um ano de idade apresenta desafios únicos, incluindo o acesso vascular, a necessidade de ajuste cuidadoso da prescrição da diálise e o monitoramento rigoroso de fluidos, eletrólitos e temperatura.

A hemodiálise contínua oferece vantagens significativas, como maior estabilidade hemodinâmica, a possibilidade de proporcionar nutrição adequada e a prevenção de variações rápidas de líquidos e eletrólitos, evitando complicações, como alterações cerebrais e síndrome de desequilíbrio. “A necessidade desse tipo de hemodiálise é determinada, especialmente, em crianças criticamente doentes com instabilidade hemodinâmica, que podem não suportar a remoção rápida de fluidos, associada à hemodiálise convencional”, diz a nefrologista. 

Crianças, devido à sua sensibilidade às variações de líquido e eletrólitos, bem como às alterações de pressão intracraniana, requerem uma abordagem mais precoce, proporcionando maior estabilidade ao paciente durante o procedimento. A Dra. Marcela Borges, Diretora Clínica e Coordenadora do Serviço de Nefrologia do Hospital Mater Dei Premium Goiânia, enfatizou a complexidade do procedimento, destacando sua importância para a recuperação de pacientes graves, que não são aptos à hemodiálise convencional ou diálise peritoneal.

A Dra. Alessandra destaca a importância do trabalho em equipe, ressaltando a necessidade de todos trabalharem em prol do bem-estar do paciente e do crescimento das competências individuais. “Essa conquista no Hospital Premium não só representa um avanço na medicina pediátrica em Goiás, mas também destaca o compromisso da equipe médica em proporcionar tratamentos inovadores para pacientes pediátricos, oferecendo esperança e melhorando a qualidade de vida”, diz.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários