Segunda, 11 de Dezembro de 2023
Publicidade

Veterinário alerta para cuidados essenciais com pets na primavera

Com a chegada da primavera é importante redobrar os cuidados com os pets. De acordo com os dados do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacol...

20/10/2023 às 11h50
Por: Redação Fonte: Agência Dino
Compartilhe:

É inerente à natureza de cães e gatos explorar o ambiente ao redor, o que inclui plantas e flores. Por isso, com a chegada da primavera, os tutores precisam ficar atentos durante os passeios e em casa. Quando consumidas, muitas delas podem ser tóxicas para eles, resultando em sintomas como diarreia, vômitos, inchaço, perda de apetite, e até sinais neurológicos e cardíacos.

De acordo com os dados do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (SINITOX), 6,6% dos casos relatados de intoxicação por plantas ocorrem em animais de estimação.

A Hill's Pet Nutrition destaca a importância de adotar precauções especiais para garantir o bem-estar dos pets nessa época do ano, como deixar o ambiente seguro e afastar seus animais de qualquer risco. De acordo com o veterinário especializado em nutrição da companhia, Dr. Flavio Lopes, a prevenção é fundamental para manter nossos pets seguros durante a primavera.

"Identificar e afastar plantas tóxicas de seu alcance é crucial para evitar envenenamentos", enfatiza. Segundo o veterinário, lírios, copo-de-leite, comigo-ninguém-pode, azaleia, antúrio, bico de papagaio, coroa de Cristo e espada de São Jorge são algumas das plantas mais comuns que são tóxicas para pets.

Para evitar a exposição dos pets às plantas tóxicas, Lopes explica que os tutores devem considerar sempre manter as plantas em locais altos ou em vasos fechados, fora do alcance dos pets. Além disso, o ideal é identificar as plantas que estão comprando e verificar se são tóxicas para os pets.

Maior incidência de alergias

Além da preocupação com plantas tóxicas, a primavera pode ser uma estação de alergias para os pets. O pólen das flores pode desencadear sintomas como inchaço, vermelhidão e coceira intensa.

Para proteger os animais domésticos de alergias durante a primavera, o veterinário dá dicas importantes: "os tutores devem manter os animais afastados de áreas com flores, realizar banhos frequentes e usar produtos antialérgicos para pets sob orientação do médico-veterinário".

Em caso de suspeita de intoxicação ou alergia, é fundamental buscar imediatamente a assistência de um médico-veterinário, orienta Flavio.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários